fbpx

O Medo de Dançar em Público tem cura. Siga essas 10 Dicas!

A princípio poucos conseguem escapar do medo de dançar em público. Então a Saltare oferece 10 dicas para principiantes acalmarem os nervos e dançarem lindamente em qualquer lugar.

Cobras? Tranquilo. Voar? Sem problemas. Dançar em público? Caramba! Só de pensar em dançar em público pode fazer suas mãos suarem. Mas há muitas maneiras de lidar com essa ansiedade e aprender dançar lindamente em qualquer situação.

Primeiramente em aulas de dança é comum ter receio até mesmo de dançar entre os colegas de turma. Contudo, se você conseguiu vencer o primeiro obstáculo que é chegar até a escola de dança, agora chegou a parte mais difícil para a maioria dos alunos. Dar os primeiros passos de dança passados pelos professores.

Mas vamos ajuda-lo com essas 10 dicas para vencer o medo de dançar em público e reduzir sua ansiedade, dissipar mitos e melhorar seu desempenho.

Agora, aqui estão nossas 10 dicas para dançar em público:

1. O NERVOSISMO É NORMAL. PRATIQUE E PREPARE-SE

Constantemente as pessoas sentem algumas reações fisiológicas, como coração batendo forte e mãos trêmulas. Ainda assim, não associe esses sentimentos à sensação de que você terá um mau desempenho ou fará papel de bobo. Se você estiver um pouco nervoso, está tudo bem. Enfim, a descarga de adrenalina que te faz suar também te deixa mais alerta e pronto para dar o teu melhor desempenho.

Logo, a melhor maneira de superar a ansiedade é se preparar, se preparar e se preparar um pouco mais. Portanto, reserve um tempo para revisar as últimas orientações dos professores. Depois de se sentir confortável com o que aprendeu, pratique – muito. Se necessário, grave a si mesmo ou peça a um amigo para falar sobre seu desempenho.

2. PROCURE SE ENTURMAR COM OS COLEGAS DE TURMA

Antes de começar nas aulas de dança, aproveite os momentos de integração e grupos de whatsapp da escola para conhecer um pouco mais sobre os colegas de turma. Considere que você dançará com muitos destes colegas durante muitos meses. Ouça o máximo que puder sobre seus colegas. Isso o ajudará a determinar o quão próximo poderá se aproximar, nível de conhecimento de cada um, se já fazem aulas de outros ritmos ou estão iniciando nas aulas assim como você.

3. DEFINA OS PASSOS MAIS CONFORTÁVEIS PARA SUA DANÇA

Decore a sequência criada e sugerida pelo professor para executar nas suas primeiras danças. Se quiser variar, organize a sequência de passos, alterando a ordem dos movimentos, mas certifique-se de incluir os movimentos mais interessantes nos primeiros 30 segundos da sua dança.

4. FIQUE ATENTO PARA OS FEEDBACK DOS SEUS COLEGAS

Mantenha o foco no seu par. Avalie as reações de quem estiver dançando contigo, ajuste sua dança e seja flexível para improvisar. Fazer uma dança “enlatada” garantirá que você perderá a conexão com seu par. Isso acontece até com os mais dedicados.

5. DEIXE SUA PERSONALIDADE APARECER

Seja você mesmo, não se torne um exibicionista. Você apresentará uma dança melhor e mais agradável se sua personalidade brilhar, e seu par confiará no que você tem a mostrar com sua dançar se puder vê-lo como uma pessoa real.

6. USE EMOÇÃO NA DANÇA PARA CONTAR AS HISTÓRIAS DA MÚSICA

Injete emoções em sua dança e, com certeza, chamará a atenção do seu par. As pessoas geralmente gostam de um toque pessoal em uma dança. Uma história pode fornecer isso.

7. NÃO DECORE A MENOS QUE VOCÊ PRECISE

Após as primeiras aulas, decorar sequências inteiras quebra a conexão interpessoal. Ao manter seu contato visual com o par, alterando a ordem dos passos, mantém o foco em sua personalidade e a sua interpretação sobre a música. Conhecer a música ajuda bastante, para você ter uma breve noção dos movimentos que usará na sua dança.

8. USE AS MÃOS, BRAÇOS, CABELO COM EFICÁCIA

A sua dança vai além dos pés e poderá representar a maior parte da sua dança. A energia de outras partes do seu corpo, colocada no momento certo, transmitirá a ideia da música com mais clareza.

9. CHAME A ATENÇÃO NO INÍCIO E FECHE COM UM FINAL DINÂMICO

Você gosta de ver uma dança que começa morno, sem emoção? A maioria das pessoas não. Em vez disso, use um movimento de efeito e uma emoção condizente com a música. Conclua sua dança com um movimento envolvente e um forte fechamento, e seu par certamente se lembrará desse momento.

10. O QUE VOCÊ DANÇAR, NÃO SERÁ SOBRE VOCÊ

Se tiver como ideia principal, que estará representando a sua interpretação da música, será muito mais fácil de entender que os olhares não são sobre você, mas sobre o que você entendeu e interpretou da música. E isso é diferente de pessoa pra pessoa, é uma visão pessoal sobre uma obra.

A prática não leva à perfeição

Uma boa dança nunca é perfeita e ninguém espera que você seja perfeito. No entanto, dedicar o tempo necessário para a preparação o ajudará a dançar melhor. Você pode não conseguir eliminar seu medo de dançar em público, mas pode aprender a minimizá-lo.

O que achou? Conte pra gente!

Iniciar
Posso Ajudar?