fbpx

Quantas oportunidades temos na vida? Os Robôs da Boston Dynamics aprenderam a dançar. E você?

Milhões de pessoas perderam oportunidades incríveis por motivos de saúde em 2020. Mas a verdade é que a pademia foi mais um agravante nessa história. Muita gente já perdia oportunidades antes mesmo da quarentena. E as justificativas eram:

  • Desorganização do próprio Tempo
  • Uma Enorme Falta de Vontade e
  • Falta de Escolher suas Prioridades

Mas quantas oportunidades temos na vida?

A saber, há alguns anos, uma amiga perdeu uma oportunidade incrível por motivos de saúde.

Foi muito difícil para ela dizer não, e igualmente difícil ter que justificar sua decisão para os outros quando eles perguntaram por que ela tinha recusado.

Essa oportunidade foi uma viagem para a Grécia, como parte da sua fantástica graduação.

E ela teve que dizer não porque naquela época estava lutando com uma displasia de quadril que em alguns dias mais complicados, não conseguia sequer levantar da cama.

Cerca de 6 meses antes desta viagem, ela tinha estado na Espanha como parte do curso e mal conseguia lidar com a quantidade de caminhadas que tinha que fazer. Ficou um pouco mais de uma semana lá, e em um dos dias teve que ficar no hotel e descansar porque estava muito cansada e com muitas dores.

Decidiu então que seria injusto consigo mesma e com os outros ir naquela viagem à Grécia sabendo como já tinha sido a luta que enfrentou na Espanha e como seus amigos e professores tiveram que lidar com ela na pior das suas crises de saúde.

Quem não ama viajar?

E quantas oportunidades como esta teria novamente? Recusar essa chance única, foi muito difícil para uma pessoa tão jovem.

Ela estava perdendo uma “Aventura Incrível de Ser Feliz”. Quantas oportunidade ela perdeu por conta dessa viagem, de passar bons momentos com seus amigos e de conhercer pessoas interessantes que poderiam contribuir com uma valiosa experiência de vida.

Acho que o pior de estar doente e impossibilitada de sair de casa, era olhar nas redes sociais todas as belas fotos que seus amigos postaram da Grécia. No final, sei que ela acabou evitando as redes sociais até eles voltarem.

Ainda hoje ela olha para trás e sente um pesar. “Como eu gostaria de ter ido!” Ela diz! Ela certamente gostaria de ter Tentado Mais. Talves injeções de esteróides quando os médicos inicialmente as sugeriram, porque agora ela sabe que eles teriam tornado essa viagem possível. Mas o fato é que ela desistiu esperando uma nova chance. E a viagem para Grécia nunca acontceu.

É muito bom desejar que tivéssemos feito as coisas de maneira diferente na época.

Mas as máquinas do tempo ainda não existem, então não podemos voltar e mudar o passado.

Só podemos aprender com nossos erros, e com nossas oportunidades perdidas.

E cara, ela aprendeu muito.

Decerto que acho que sabe onde eu quero chegar com essa história, ok? Esse é o poder de dizer sim.

Minha amiga aprendeu da maneira mais difícil que recusar oportunidades pode levar ao arrependimento. Claro, talvez haja momentos em que você errara ao tentar, e gostaria de não ter dito sim. Mas acho que você nunca saberá até tentar.

Robôs da Boston Dynamics dançando

Hoje vi um vídeo dos robôs da Boston Dynamics dançando e literalmente ‘Descendo até o Chão‘ como diz a música.

Inesperadamente, esse é um vídeo impressionante de engenharia robótica, com quatro robôs dançando totalmente coreografados com o hit “Do you love me”, do Contours.

Engenheiros atravez de linhas de comandos programados, e com tecnologia de captura de movimentos, mostraram o quão longe as habilidades de seus robôs chegaram. E acredite, alguns desses movimentos de dança são muito impressionantes. Confira o Vídeo

Afinal de contas se engenheiros, pelo computador, conseguiram fazer um robô dançar desse jeito, você consegue imaginar onde você poderá chegar, com um profissional de dança ao seu lado?

Você já adiou quantas oportunidades na vida?
E destas, quantas se arrependeu mais tarde?

Portanto, deixe de ser cético e empurre-se para fora da sua zona de conforto, rumo a esse fantástico e desconhecido mundo da dança que se apresenta para você agora neste novo ano que se inicia.

Quem sabe que experiências incríveis podem surgir dessa decisão? DANCE!

O que achou? Conte pra gente!

Iniciar
Posso ajudar?